quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Mulheres que são um sucesso!


Purê de batata gratinado light

Nesse friozinho, nada melhor que um prato leve e rápido para saciar a fome, o que acha de preparar hoje pra janta?

imagem meramente ilustrativa

Ingredientes

5 batatas médias
1 colher de cream cheese light
1 ovo
1 colher de queijo ralado
1 dente de alho pequeno
1 pitada de noz-moscada
gengibre ralado a gosto
sal a gosto
fio de azeite

Modo de preparar

Coloque no fogo uma panela com água sufiente para cozinhar as batatas. Descasque as batatas e corte-as em rodelas. Ponha sal na água e despeje as batatas. Espere cozinhar e amasse ainda quente com o cream cheese.
Em uma tigela, coloque o purê e tempere-o com o alho amassado, o gengibre ralado, a noz-moscada e o azeite. Misture bem. 
Para gratinar, bata bem o ovo e misture-o com o queijo ralado. Joque por cima do purê e leve-o em forno pré-aquecido por 30 minutos a 180º ou até ficar coradinho.

Dica: Caso prefira, pode recheá-lo com molho de carne moída ou  muçarela e presunto.

Bom apetite!

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Têm dias que você se acha tão linda, que tudo serve de espelho...


Foliculite em decorrência de fatores climáticos

É sabido que no inverno devemos ter mais cuidado com a pele, pois a baixa umidade do ar faz com que percamos água do organismo, resultado: pele seca. Se parasse por aí, seria ótimo, mas há pessoas, como eu, que, em razão da pele seca e do atrito constante do jeans ou mesmo da roupa, apresentam inflamação dos folículos capilares devido a ação de bactérias  nas pernas, braços e nádegas, cujo termo médico é foliculite .
Além do inverno, as mudanças hormonais também favorecem o surgimento ou o agravamento do problema. O que fazer então?
Infelizmente, o problema não tem cura, mas se for apenas aquelas bolinhas avermenlhadas, podemos evitar o surgimento com cuidados diários, ou seja, uso de sabonete e  de creme composto de ácido azeláico na região afetada. Todavia, é sempre bom consultar um dermatolgista para avaliar e dar um diagnóstico mais preciso, uma vez que a intensidade da foliculite varia em função da raça e do sexo.
A fim de evitar esse incômodo, prefira roupas mais soltas, use lâminas novas, evite tecidos sintéticos, esfolie regularmente a pele, de preferência com bucha vegetal e mantenha a pele sempre limpa e bem hidratada.

Bjks e até mais.

sábado, 23 de agosto de 2014

Jantar romântico...


Preparação de um bate-papo romântico

Fim de semana chegando, que tal um fundue a dois?
Se você quer chamar a atenção daquele gato, chame-o para uma conversa descontraída e aproveite para dar um toque romântico ao ambiente. Prepare o recinto com velas, coloque aquele jogo americano, dobre os guardanapos em formato de coração , capriche no tempero e reserve um bom vinho pra animar o papo.

Vamos aos comes e bebes?
Já que serviremos um fundue quatro queijos, nada melhor para acompanhar que um bom vinho branco e geladinho. Verificado isso, passemos aos ingredientes do fundue:


1/2 copo de requeijão
100 gramas de muçarela
50 gramas de queijo tipo gruyere
50 gramas de queijo provolone ou gorgonzola
1 pitada de noz-moscada
1/4 de xícara de leite
sal a gosto

Acompanhamentos

pão cortado em cubos ou/e
500 gramas de alcatra cortada em cubinhos e temperado a gosto

Modo de preparo

Primeiramente, pique os queijos em pequenos cubinhos, coloque-os em uma panela e leve ao fogo. Acrescente o leite, o requeijão, a noz-moscada e o sal, vá mexendo delicadamente até que vire um creme.
Despeje a mistura na fundizeira já acesa, sirva quente.
Obs.: Se optar em servir carne, precisará de outra fundizeira com gordura quente sobre a mesa, a fim de que o convidado frite a carne no ponto que preferir.

Tudo preparadinho, basta incrementar a conversa e esbanjar o charme.



Tenham um ótimo fim de semana!!!
Bjks.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Diferentes fases da vida...


Guarapari - Sol, mar e água de coco

Há alguns anos, passei as férias de fim de ano na cidade de Guarapari, alugamos um apartamento próximo a praia do Morro. Município incrivelmente agradável, com praias lindíssimas e uma comunidade muito alegre e receptiva.
Diariamente era um prazer acordar cedinho para caminhar na praia e saborear a água de coco, a qual é baratíssima lá. É possível consumi-la o dia todo e sem doer no bolso. 
Quando a turma acordava, já estava na hora do almoço. Rumávamos aos quiosques da orla, os quais possuem um cardápio variado e com os pratos tipicamente capixabas, divinos, diga-se de passagem. Além disso, come-se e bebe-se bem sem gastar muito, deixando o passeio mais prazeroso.
A infraestrutura da cidade é excelente, conta com hotéis, pousadas, barzinhos, lojas de conveniência, locadora de carro, restaurantes e com a feirinha de artesanatos, cujas peças  são uma atração a parte. 
Há praia para todo tipo de público, e em cinco dias consegue-se visitar todas, pois é uma mais bonita que a outra. O passeio pode ser de carro ou, se preferir, de escuna. 
Agora, quando o assunto é vida noturna, achamos fraquinho, pois é direcionada mais para a garotada...infelizmente.
Se estiver a fim de agitar um pouquinho, é só pôr o pé na estrada e percorrer alguns quilômetros, mais precisamente 41 km, para sacudir a "areia" em Vila Velha, cidade que dispõe de uma vida noturna bem animada, mas carinha também.
Bom, essa é a dica para quem está saindo de férias e deseja desbravar o litoral do nosso Brasilzão.

Praia do Morro- Guarapari
Boa viagem e até mais!

sábado, 16 de agosto de 2014

o poder de um esmalte


Unhas mais fortes e bonitas

Como mencionei em posts anteriores, tenho hipotireoidismo e só desconfiei que o tinha devido a fragilidade das unhas e dos cabelos. Minhas unhas que sempre chamaram a atenção por serem todas do tipo macho , ou seja, são estreitas e longas, agora estavam descamando e quebradiças. O cabelo ficou opaco também e começou a cair muito. Fiquei desesperada, fui logo ao endócrino, passei por inúmeros exames até o diagnóstico. Imediatamente iniciei o tratamento com o hormônio, foi a solução dos meus problemas com as unhas e com o cabelo?  
Não, definitivamente não. Tive que melhorar e muito a minha alimentação, agora tudo resolvido?
Ainda assim percebi que faltava algo.
Devido ao mau funcionamento da tireoide, há um ressecamento além do normal de pele, cabelo e unha. Para a pele já indiquei cremes hidratantes com ureia na fórmula, os quais ajudam muito. Quanto ao cabelo, também comentei sobre as hidratações duas vezes por semana. Por sua vez, as unhas, as quais estavam em fase de teste. 


Geralmente, os dermatologistas nos orientam a usar luvas para proteger as mãos e unhas, mas, sinceramente, não consigo realizar o trabalho doméstico usando luvas. Então, o hábito que tinha de fazer as unhas semanalmente, passou a ser sagrado. Todavia, outrora eu tirava o esmalte um ou dois dias antes de
pintar as unhas de novo, a fim de deixá-las respirar, mas era tempo suficiente para ficarem lascadas. Mudei de estratégia e passei a remover o esmalte apenas uma horinha antes da nova aplicação. E agora sim, meus problemas acabaram, e elas voltaram a ser lindas e resistentes. ;D
Espero que possa ter ajudado a quem tem passado pelo mesmo transtorno que eu.
Bjks e até mais!

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Traduzindo o que ela quer dizer...


Brigadeiro de colher light

Aqui no litoral tá tão geladinho...e vai chegando o finzinho da tarde, vem aquela vontade de comer um docinho, mas como se livrar do peso na consciência? 
Agora já pode sorrir, pois passarei a receita de um brigadeiro saboroso e o melhor de tudo...com baixa caloria. Vamos lá? Você precisará:

Ingredientes

6 colheres de sopa de leite em pó desnatado
1 colher de sopa de adoçante em pó (próprio para forno e fogão)
1 colher de sopa rasa de cacau em pó
1 xícara de água fervente

Modo de preparo

Coloque os ingredientes secos em uma xícara ou tigela e adicione aos poucos a água até ficar cremoso
ou obter o ponto desejado . Deixe a massa descansar um pouco. Após alguns minutos, ela ganhará consistência de brigadeiro de colher. Distribua em potinhos próprios para brigadeiro mole. Caso deseje enrolá-los, deixe-os descansar por mais tempo ou leve um pouquinho em fogo brando.




Bjks e aproveitem o friozinho!

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Paquera no shopping...

Solidão...

Moro em uma cidade em que grande parte da população é da terceira idade. Trata-se de um lugarzinho paradisíaco, com paisagens belíssimas e muito sossego, o refúgio ideal para quem está fugindo da loucura dos centros urbanos. Contudo, tenho percebido também que tranquilidade excessiva faz mal a saúde, pois há muitos casos de depressão e a solidão é visível. E como alguns de seus moradores resolvem esse problema? Simples, criando amigos imaginários na terceira idade. Estão achando que é brincadeira.? Gostaria imensamente que fosse, mas não é.
Há aqueles idosos-  os quais tiveram uma ocupação ao longo da vida -  que conseguem interagir, praticam sua atividade física e procuram participar de grupos religiosos, assim saem um pouco, colocam a conversa em dia, conhecem novas pessoas e por aí vai, mantendo a saúde física e mental. 
No entanto, há uma outra parcela de idosos que  cria mundos imaginários e com pessoas imaginárias, vivendo confortavelmente em sua realidade inventada. Consegue vivê-la com tanta intensidade que às vezes nos leva a acreditar em sua existência. Esse é o caso de Dona Robertina, o qual compartilharei com vocês.
Dona  Robertina casou-se na flor da idade, teve dois lindos filhos, um menino e uma menina, e viveu feliz em família, até que enviuvou na meia idade. A partir daí, Robertina não seria mais a mesma. A tristeza, o mau humor e o vazio tomariam conta do seu ser.
Entregou-se a depressão e passou a descontar toda a sua frustração em seus filhos...pobres crianças. A menor desobediência era punida cruelmente, ela os trancava no quarto escuro, os deixava sem comer por dias, os açoitava e assim seguiam as maldades. 
Os vizinhos, ao descobrirem as barbaridades cometidas por aquela a quem as crianças chamavam de mãe, a denunciaram para o conselho tutelar, o qual não tardou e tomou providências.
Logo as crianças passaram pelo legista, e os maus tratos foram confirmados. As crianças foram encaminhadas para o orfanato, e ela nunca mais recebeu notícias.
Passaram-se os anos, Dona Robertina reformou toda a casa e construiu e mobiliou um quarto com tudo do bem e do melhor, pois sempre diz que os filhos virão visitá-la. Assim a cada Natal alimenta a esperança de corrigir os erros do passado.


A fim de superar tamanho arrependimento, procura viver no plano real e no da fantasia ao mesmo tempo, criando várias ESTÓRIAS, com o intiuto de conquistar a nossa atenção. Uma de suas últimas artimanhas é a baixa visão, anda sem bengala, corre, percebe mínimas diferenças nas tonalidades de esmalte, mas é incapaz de nos ver e precisa nos chamar, olhando para o nada e tentando nos identificar pela voz. Outras vezes seu celular chama, sem ninguém vê-lo tocar ou vibrar e precisa se retirar do ambiente para conversar com seu "amigo" e seguem as situações.
O que podemos tirar dessa historinha? 
Para mim, é possível envelhecer saudavelmente, uma vez que o nosso amanhã depende das nossas ações do presente. Sendo assim, se soubermos vivê-lo bem, não precisaremos do mundo da fantasia, para nos sentirmos acolhidos.



Bjks e até logo!

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Tempo que não colabora...


Correria nossa de cada dia...

Assumimos tantos papéis na sociedade contemporânea que, às vezes, mal nos sobra tempo de nos dedicarmos a alguns do nossos prazeres. Como vocês já devem ter percebido, amo escrever, cozinhar, cuidar de mim e inventar moda. Todavia, tenho sido boicotada pelos maus serviços prestados de internet, pelo excesso de tarefas e por um pouquinho de preguiça, afinal sou humana. De acordo com os alemães, é essencial para recarregar as baterias um pouco de vagabundagem, no bom sentido, claro. Segundo eles, "faulenzen" é um lazer para espairecer e permitir a libertação da mente, permitindo assim um aumento da produtividade posteriormente.
Quem acha que ficar ligado o tempo tempo traz bons resultados,
engana-se...e muito. Pois uma mente cansada perde a capacidade de articular informações rapidamente e de retê-las, logo estende os problemas para o corpo, o qual fica mais vulnerável a doenças, e a exaustão é evidente. O estresse é consequência de tudo isso e ainda vem o mau humor etc.
Então, viva a má prestação dos serviços de internet e ao excesso de trabalho, porque só assim aprendemos a dar valor ao tempinho que nos sobra. Vamos aproveitá-lo para não fazer nada? rs.


Bjks e até logo!

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Sofrimento...


Galináceos...

Hoje, enquanto me arrumava para o trabalho, ia ouvindo o programa "Mais você" com Ana Maria, até aí tudo bem. Todavia, quando a vi conversando com a convidada do dia, fiquei impressionada, pois era a Galinha Pintadinha. A apresentadora fazia várias perguntas, e as respostas passavam pelo intérprete "Louro José"...patético, na minha opinião.
Com certeza o telespectador queria se aprofundar na vida íntima da ilustre galinácea, e ao ser perguntada sobre como anda a vida no galinheiro, ela desabafou. Revelou que chegaram duas penosas jovens e que o seu galo não cansava de tentar chamar a atenção delas e que ela estava sofrendo muito com essa situação.
Passaram-me várias coisas pela cabeça:
1º. Para qual público era o quadro? Se for para crianças, já estão passando a mensagem subliminar de que se acostumem com a situação, pois seu namorado e futuro marido fará você passar pela mesma condição afetiva.
2º Qual o propósito de apresentar pessoas vestidas de galináceos dançando e cantando? Quem tem filho, já não é torturado o suficiente por ter que ouvir o dia inteiro o dvd da Galinha Pintadinha?
3º Ou a intenção era fazer uma analogia a condição feminina na atualidade? Nessa  acredito que viajei, rs.
Bom, tinha que desabafar, rsrs. Espero que entendam.


Bjks e até mais!



terça-feira, 5 de agosto de 2014

O poder de um esmalte


Como evitar manchas na pele?

Um dia desses, estava eu preparando meus brócolis verdinhos e crocantes na casa dos meus pais e no momento em que fui escorrer, subiu o maior vapor. De pronto minha mãe chamou a minha atenção, para que não fizesse mais isso. Logo indaguei sobre qual seria o problema, e veio a explicação. O vapor dos alimentos, quando vem em direção ao nosso rosto, vai queimando a pele sem percebermos. Assim, vão aparecendo manchas escuras e muitas vezes pensamos ser por causa do sol. Triste ilusão...
Agora aprendi, quando estou na cozinha, devio do vapor das panelas ao cozer e tenho cuidado ao abrir o forno, pois aquele calor também vai danificando a pele do rosto. Ou seja, não basta usarmos protetor solar ao nos expormos ao sol, se não tivermos alguns cuidados caseiros.
Fica a dica.
Bjks e até breve!

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Saudade danada!


Será amor?!

Quando conhecemos alguém e sentimos um friozinho na barriga e o coração dispara, não temos dúvida de que estamos apaixonadas. É como se o chão fugisse dos nossos pés, pois são tantas emoções, que nos arrebatam. Além disso, ficamos completamente bobas, podem nos falar o que for, que continuamos a endeusar o ser estimado. Contudo, o tempo vai passando, o relacionamento vai se modificando e os questionamentos vão chegando...
Existem várias formas de amar, isso é fato, mas, em virtude dos acontecimentos, os quais tenho presenciado ao meu redor, me questiono se sabemos exatamente se o que sentimos é amor. 
Feliz daquele que não tem dúvida, como os pais, os quais se sacrificam por amor aos seus filhos; os religiosos, os quais se abnegam por uma causa, e inúmeros outros. Ao seguirmos essa linha de raciocínio, amar é saber as reais qualidades e defeitos de outrem e mesmo assim estar disposto a lutar e superar todas as adversidades ao lado dele.
No entanto, em um mundo com tanta oferta de "amor", vejo muitas a minha volta batalhando diariamante para manter a família unida, outras sublimam os defeitos do parceiro, a fim de honrar o compromisso assumido. Tudo muito bem, tudo muito lindo...mas vejo também que amor é sentimento unilateral, é se doar sem esperar a mesma doação, evitando, assim, maiores frustrações. Isso é o que me parece.

Bjks e até mais!

sábado, 2 de agosto de 2014

Assalto à geladeira...


BOLO FOFINHO DE BANANA, AVEIA E MEL

Com o tempo friozinho assim, sempre me dá vontade de inventar algo para lanchar com um chocolatinho quente. Mais uma vez fui fuxicar o armário para ver quais ingredientes possuía e o que poderia fazer com eles, e vejam o que saiu.


Ingredientes

2 xícaras (chá) de aveia
3 ovos
1/2 xícara (chá) de mel
1 banana
1/2 xícara (chá) de óleo
1 colher (sobremesa) de fermento

Modo de preparo

Em uma tigela, amasse, primeiramente, a banana, depois acrescente os demais ingredientes. Bata (pode ser no liquidificador, se for potente) bem até a massa soltar bolhas, por fim ponha o fermento e misture-o delicadamente.
Despeje a massa em forma pequena untada e leve em forno pré-aquecido a 180º por 45 minutos. 
Depois é só desenformar e servir.

Observação: é possível adicionar outras farinhas a massa, no caso, usei 1 1/2 xícara (chá) de aveia e 1/2 de farinha de linhaça com chia. Bem, eu adorei, espero que gostem também.

Bjks e até breve!