quinta-feira, 31 de julho de 2014

Ah, empresas de ônibus...

Tem dias que parece que estamos sendo impedidos de partir... Sexta-feira passada, saí já em cima da hora para viajar - por causa do friozinho, fiquei relaxando mais um pouquinho debaixo das cobertas. Tudo bem, "dei a feliz coincidência" de vir logo o buzão.

Contudo, ao sair do bairro...quebrou. A minha sorte é que a cidade é pequena. Peguei e fui viação canela mesmo. Quinze minutinhos depois, estava na rodoviária. Ufa, que alívio! 
Aguardei um pouco, embarquei e relaxei. Como viajo sempre no fim da noite, aproveito e vou dormindo, e assim fiz.
Em Ubatuba, a via é só quebra-molas ou lombadas (como preferir), e num desses fui ao teto do buzão e voltei. Aconcheguei-me novamente na poltrona, mas percebi que havia algo errado com o ônibus. Fato, quando chegamos na rodoviária da cidade, fomos comunicados que deveríamos ter paciência, pois a haste (ninguém sabia do que se tratava) havia quebrado e era impossível seguir viagem. Lá ficamos por duas horas. A viagem que a princípio dura sete horas, passou para dez e até agora, acho que não me recuperei, pois para voltar tomei outro chá de cadeira na Novo Rio. 
Quem manda eu ter bicho carpinteiro?

Bjks e até mais!