domingo, 29 de junho de 2014

Chupeta orto...

Um casal de portugueses, Manuel e Maria, já de meia idade, estava separado há alguns meses. Manuel trabalha viajando e já estava fora de casa fazia 9 meses. Ao reencontrar sua companheira, os olhos brilharam e o coração palpitou forte. Mataram a saudade e, poucos meses depois, descobriram que receberiam a visita da cegonha.


Assim que o teste de gravidez deu positivo, iniciaram a preparação do enxoval do bebê. Sempre que tinha folga, saíam juntos e compravam roupinhas, viam modelos de berço, carrinhos de bebê etc.
Os meses foram passando, a barriga de Maria foi crescendo e a ansiedade de Manuel não tinha fim. 
Faltavam apenas os utensílios para alimentação do bebê. e lá foi o casal para uma loja especializada. Chegando lá, Manuel se dirige até a vendedora e pergunta: " você têm chupetas ortopédicas?"
A vendedora tentando conter o riso indaga: " orto...o que senhor?"
E Manuel torna a repetir: "ortopédica."
A moça não se aguenta e diz, tentando ficar séria: "não seria ortodôntica?"
Manuel responde: "é isso mesmo...a senhorita entendeu, né? Isso que é importante.
Todavia, as compras ainda não tinham acabado... e Maria envergonhada cutucava seu marido, implorando para que calasse a boca; mas Manuel estava inspirado...
Logo, a vendedora lhes mostrou vários tipos de chupeta, e após decidirem sobre o melhor modelo, lembraram que ainda faltava algo...
E Manuel quis saber se havia aquelas ferramentas para criança comer.
A vendedora rapidamente: "o senhor gostaria que eu lhes mostrasse os talheres infantis?"
Maria já não tinha mais lugar para esconder a cara e de nada adiantava implorar para seu esposo se calar.
A vendedora entendeu o desejo do cliente e de pronto o satisfez.
Compras realizadas, enxoval completo e lá se foi um casal satisfeito com suas escolhas e animado para a chegada de mais um membro da família. E que, com certeza, fez o dia da vendedora muito mais risonho e com história para contar.

Bjks e até a próxima.