quinta-feira, 29 de maio de 2014

O cabelo e as nossas emoções

Esta semana tenho refletido bastante, como podem perceber, e me observado mais. Já faz um tempo que tenho dito que nossos cabelos, a pele e as unhas são reflexos da nossa alimentação, e é a mais pura verdade. Todavia, verifiquei que os cabelos possuem uma relação intrínseca também com as nossas emoções. Ou seja, quando estamos felizes, nossos fios ficam mais fortes, brilhantes e temos prazer em usá-los soltos, pois funcionam como a moldura de nosso rosto. No entanto, quando nos sentimos tristes ou desanimadas, rapidamente, verificamos que há uma queda maior dos fios, os quais ficam fracos e quebradiços. Isso se explica pela diminuição de alguns hormôrnios e baixa imunológica, os quais interferem diratamente na qualidade de nossos cabelos, pele e unha. Além disso, há uma sintetização maior de hormônios inflamatórios, como a prostaglandina 2, provocando vermelhidão, coceira e até caspa.
Ao nos depararmos com essa situação, o que fazer? 
Sabemos que felicidade eterna não existe e que a tristeza faz parte do nosso crescimento emocional, logo podemos solucionar esse problema facilmente, como?
Primeiramente, identificando o que está deixando-a triste, ansiosa ou estressada, pois repensar na vida, nos impulsiona a mudarmos nossos rumos e hábitos. Outro aliado são os cheiros, os quais podem reverter casos de tristeza, mal humor e até de depressão. Isto é, se está irritada, experimente passar óleo de lavanda nos pulsos e exalá-lo durante algum tempo, mentalizando somente momentos bons e felizes até acalmar a sua mente. O óleo de baunilha é indicado também para restabelecer o equilíbrio entre a mente e o corpo, deixando, portanto,  cabelos e pele viçosos.
Você pode se beneficiar dos aromas em pulverizadores de ar, incensos ou mesmo utilizando os óleos essências em cremes e produtos cosméticos.
A partir do momento que nos conhecermos e passarmos a nos tratar com o respeito que merecemos, nossos cabelos, pele e unha irão se manisfestar positivamente.


Fica a dica, meninas.

Bjks

Referência: