domingo, 11 de maio de 2014

Dia das mães

Ainda do ponto de vista de filha, vejo o quanto as mães sacrificam seus desejos para a realização dos sonhos e desejos de seus filhos. E poucos são os filhos gratos, os quais  retribuem com o que elas realmente esperam, carinho e atenção. Falamos o tempo todo que muitas crianças sofrem de carência afetiva, e das mães? Fora o dia das MÃES, criado pelo comércio, a fim de impulsionar o capitalismo, alguém se preocupa  em saber se ela também está carente? Tem tido tempo para ouvi-la, dar atenção às  angústias dela do cotidiano ou está muito ocupado(a) e preocupado (a) com o seu ganha pão? Não sinta-se culpado (a), pois há sempre uma chance de sermos mãe de nossa mãe, cuidar, zelar e protegê-la também. 
Em nossa sociedade, hoje, existem várias formas de ser mãe, pois mãe não só é aquela que gera um filho,  mas também é aquela que tem sempre um colo para oferecer e assim ajudar um ser, independente da idade, a elevar sua alto estima e seguir mais feliz o seu caminho. 
Para você Mãe e mulher, parabéns por ser tão especial e contribuir para a origem da nossa história, pois graça a sua decisão de deixar o serzinho se desenvolver e vir ao mundo, que podemos iniciar uma história.
Bjks!!!