segunda-feira, 28 de abril de 2014

Como conciliar vida profissional com boa forma e saúde?

Sábado à tarde, estava eu e minha manicure conversando sobre a dificuldade de conciliar vida profissional, familiar e hábitos saudáveis. Atualmente, a mulher assume tantas tarefas, as quais, muitas vezes, a fazem esquecer de si... e aí começam os problemas, como sedentarismo e ganho de peso. Dependendo da atividade profissional que desenvolve, ela se torna uma inimiga da balança. 
Eu mesma já passei por isso, pois ficava presa 12 horas dentro de uma escola e não tinha um horário certo para me alimentar, resultado: síndrome metabólica, um acúmulo de gordura abdominal tenebroso e o risco de desenvolver diabetes. Tive que escolher entre o ganhar dinheiro ou ter saúde, fiquei com a segunda opção.
Dei o primeiro passo, que foi diminuir a carga horária de trabalho, logo redução do estresse e, consequentemente, menos produção de cortisol - hormônio que estimula o organismo a estocar gordura. Todavia, se o ambiente de trabalho for por natureza estressante, como o meu, o jeito é procurar um tempinho para relaxar, no fim do dia ou de manhã cedinho. Eu optei pelo pilates (de manhã) e pela yoga (fim da tarde).
Para quem trabalha em escritório, seguem algumas dicas de relaxamento da ginástica laboral.

Ainda assim, só isso...tudo, não é o suficiente, há a alimentação.
O intervalo entre as refeições  e o que colocamos no prato fazem toda a diferença. Tenho me sentido mais leve, desde que passei a seguir um pouco  da dieta Dukan e da dica do meu endocrinologista. Ele me orientou o seguinte: ao pegar o prato, deixar metade para a salada crua e a outra metade para os legumes cozidos e proteína (carne magra assada ou grelhada). Se desejar, pode colocar um pouco de carboidrato também. 


Além disso, procuro carregar na bolsa: barrinha de cereal, fruta ou castanhas. As frutas secas e os iogurtes são uma boa também.


Acabou por aí? Não. O médico me perguntou se dava pra encaixar uma atividade aeróbica nessa rotina. Então, iniciei a capoeira, a qual estou adorando, pois curou até a minha insônia, visto que chego em casa exausta.

No entanto, sei que nem todas podem abrir mão de trabalho, como eu fiz. Sendo assim, procure ter horário certo para as refeições e fazer pequenos lanches a cada 3 horas. Se o tempo é curto - pois devemos ter uma boa noite de sono, e, muitas de nós, ainda têm que se dedicar à família - ouvi dizer que o treino funcional é uma boa, pelo fato de em 1 hora se desenvolver um série de exercícios focados, isto é, raramente se repetem. E nele há atividades que ativam a musculatura, equilíbrio, flexibilidade e queima das gordurinhas.
Em tempos modernos, o jeito é repensar a nossa rotina e procurar se mexer, enquanto ainda temos saúde física e mental, para gozarmos dos prazeres que a vida tem para nos oferecer.


Pense nisso!

Bjks e até a próxima!